Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007

Dies irae, dies illa

 

 

 P’la natureza dramática que a discussão sobre o aborto tem assumido, aqui vos deixo o dia da Ira, que julgo reportar-se ao fatidico dia 11 de Fevereiro de 2007,  e condenará todos os apologistas da interrupção involuntária do coito

A tradução e os sublinhados são meus

  

Dies irae, dies illa,
Solvet saeclum in favilla
Teste David cum Sibylla.
Quantus tremor est futurus,
Quantus iudex est venturus,
Cuncta stricte discussurus!

Aquele dia, dia da ira,
reduzirá este mundo a cinzas,
como profetizaram David e Sibila.
Quanto terror virá
quando o juiz chegar
e discutir todas as coisas com estrito rigor!

Mors stupebit et natura,
Cum resurget creatura
Iudicanti responsura.
Liber scriptus proferetur,
In quo totum continetur,
Unde mundus iudicetur
.

A morte e a natureza
 

ficarão estupefactas
quando ressuscitem as criaturas

para responderem ao juiz.
Sairá a luz do livro escrito

que tudo contém, e
por ele o mundo será julgado.

Iudex ergo cum censebit,
Quidquid latet apparebit:
Nil inultum remanebit.
Quid sum miser tunc dicturus,
Quem patronum rogaturus,
Cum vix iustus sit securus?

quando pareça oportuno, ao Juiz  
todo o oculto dará à luz;
ninguém ficará impune.
Que poderei eu, misera criatura,
dizer então?
 Que protector invocarei ?
quando apenas os justos estão

seguros?

publicado por Carpinteira às 10:47
link do post | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Mudança provisória

. Poema de aniversário

. Medo

. Urbe eclesiástica

. Desencontros

. Avaliação de desempenho

. Guernica 26 de Abril de 1...

. Dia do livro

. Regresso

. A bicicleta

.arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds