Sexta-feira, 27 de Abril de 2007

Avaliação de desempenho

 

 

 

"O dono de um talho foi surpreendido pela entrada dum cão dentro da loja.

Enxotou-o mas o cão voltou logo de seguida, Reparou então que o cão trazia um bilhete na boca.

Pegou o bilhete e leu: -Pode mandar-me 12 salsichas e uma perna de carneiro, por favor?

O cão trazia também dinheiro na boca, uma nota de 50 euros. Ele pegou no

dinheiro, pôs as salsichas e a perna de carneiro num saco e colocou-o na

boca do cão.

O talhante ficou impressionado e como já estava na

hora, decidiu fechar a loja e seguir o cão. Este começou a descer a rua

e quando chegou ao cruzamento colocou o saco no chão, pulou e carregou

no botão para fechar o sinal.

Esperou pacientemente com o saco na boca que o sinal fechasse e pudesse

atravessar.

Atravessou a rua e caminhou até uma paragem de autocarro, sempre com o

talhante a segui-lo.

Na paragem, o cão olhou para o painel dos horários e sentou-se no banco,

à espera o autocarro.

Quando um autocarro chegou, o cão foi até à frente para conferir o número e

voltou para o seu lugar.

Outro autocarro chegou e ele tornou a olhar, viu que aquele era o número

certo e entrou.

O talhante, boquiaberto, seguiu o cão. Mais adiante o cão levantou-se,

Ficou em pé nas duas patas traseiras e carregou no botão para mandar parar o

autocarro, tudo isso com as compras ainda na boca.

O talhante e o cão foram caminhando pela rua quando o animal parou à porta

de uma casa e pôs as compras no passeio.

Então virou-se um pouco, correu e atirou-se contra a porta.

Tornou a fazer o mesmo mas ninguém respondeu.

Então contornou a casa, pulou um muro baixo, foi até à janela e começou

a bater com a cabeça no vidro várias vezes. Caminhou de volta para a porta

e, de repente, um tipo enorme abriu a porta e começou a espancar o bicho.

O talhante correu até ao homem e impediu-o dizendo:

"Deus do céu homem, o que é que você está a fazer? O seu cão é um

génio!"

O homem respondeu: "Um génio??? Esta já é a segunda vez numa semana que

este cão estúpido se esquece da chave!".

 

Moral da história:

Podes continuar a exceder as expectativas mas, aos olhos daqueles que te

avaliam, isso ficará sempre abaixo do esperado."

 

 

tags:
publicado por Carpinteira às 20:56
link do post | favorito
Quinta-feira, 26 de Abril de 2007

Guernica 26 de Abril de 1937

 

Neste dia de Abril, a aviação nazi bombardeou a povoação basca de Guernica,

Picasso imortalizou a brutalidade fascista no quadro com o mesmo nome

 

 

Durante três horas, mais precisamente entre as 16:30 e as 19:30, no dia 26 de Abril de 1937, os bombardeiros da Legião Condor, enviada por Hitler para ajudar as tropas do general Franco, na sublevação que originou a Guerra Civil  de espanha (1936-1939), massacraram a pequena povoação basca de Guernica soltando 31 toneladas de bombas, muitas delas incendiárias

O bombardeamento custou um número elevado de vidas que segundo os historiadores, varia entre as 100 e 300

 

Pouco tempo depois da aviação nazi ter destruido esse pequeno povo Basco, Pablo Picasso realizou em 1937 uma pintura que se tornou um dos quadros mais célebres da história, e um grito de horror do pintor espanhol contra a guerra

Trata.se de uma obra mítica, a preto e branco, que mistura homens e animais com expressões atormentadas, Repare.se como a ausência de outras cores consegue um intenso dramatismo ao compor uma elegía que pretende descrever o caos provocado pela guerra, Um touro, que parece representar a Espanha, uma mãe que chora com o corpo inerte do seu filho nos braços, um soldado destroçado cujo braço conserva um bocado da espada, figuras deformadas, rostos contraídos, pedaços de membros, rodeiam a figura central de um cavalo, desorbitado e retorcido, com um mudo relinche de dor

Guernica converteu.se no símbolo da barbárie militar e dos horrores de uma Guerra Civil que destruiu a Espanha, causando mais de 500.000 mortos

 

 

tags:
publicado por Carpinteira às 10:30
link do post | favorito
Segunda-feira, 23 de Abril de 2007

Dia do livro

 

No dia mundial do livro, deixo o conto mais rápido da história da literatura

 

"Cuando despertó, el dinosaurio todavía estaba allí" Augusto Monterroso

 

 

 

tags:
publicado por Carpinteira às 19:25
link do post | favorito
Sexta-feira, 13 de Abril de 2007

Regresso

 

 

Retomo o poema de Jorge de Sena que nos devolve ao lugar pátrio, Esse tal canto de afectos que une o indígena ao húmus primordial

  

 

“ Tu és a terra...”

 

Tu és a terra em que pouso.

Macia, suave, terna, e dura o quanto baste 

a que teus braços como tuas pernas

tenham de amor a força que me abraça

 

És também pedra qual a terra às vezes

contra que nas arestas me lacero e firo,

mas de musgo coberta refrescando

as próprias chagas de existir contigo.

 

E sombra de árvores, e flores e frutos,

rendidos a meu gosto e meu sabor.

E uma água cristalina e murmurante

que me segreda só de amor no mundo.

 

És a terra em que pouso. Não paisagem,

não Madre-Terra nem raptada ninfa

de bosques e montanhas. Terra humana

em que me pouso inteiro e para sempre. 

 

 

 

tags:
publicado por Carpinteira às 20:27
link do post | favorito
Segunda-feira, 9 de Abril de 2007

A bicicleta

 

De novo O'Neill,

 

" O meu marido saiu de casa no dia 25 de Janeiro. Levava uma bicicleta a pedais, caixa de ferramenta de pedreiro, vestia calças azuis de zuarte, camisa verde, blusão cinzento, tipo militar, e calçava botas de borracha e tinha chapéu cinzento e levava na bicicleta um saco com uma manta e uma pele de ovelha, um fogão a petróleo e uma panela de esmalte azul. Como não tive mais noticias, espero o pior."

tags:
publicado por Carpinteira às 10:08
link do post | favorito
Terça-feira, 3 de Abril de 2007

Paul Gauguin

 

 

A partir de 1895 Gauguin passou o resto da sua vida no Tahiti, O seu empenho por encontrar equivalentes plásticos aos mistérios das ilhas, traduziu.se em complicadas composições onde cada detalhe tem um significado preciso

 

 

Baseando.se em elementos populares da ilha, Gauguin fica obsecado por tudo o que observa, tentando sempre ir mais além das próprias coisas, Cria um vocabulário pessoal de cores e linhas, Um estilo complexo que compõe um simbolismo pictórico com uma nova expressão

publicado por Carpinteira às 13:21
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Mudança provisória

. Poema de aniversário

. Medo

. Urbe eclesiástica

. Desencontros

. Avaliação de desempenho

. Guernica 26 de Abril de 1...

. Dia do livro

. Regresso

. A bicicleta

.arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds